LBV - DIGA SIM

O cantor Luan Santana, que vem ano pós ano colocando suas músicas nas paradas de sucesso no Brasil, foi o convidado deste sábado (28) do programa “Altas Horas”, da Globo. Na atração, ele falou um pouco sobre como foi o processo de amadurecimento após o início da carreira.

As coisas aconteceram muito cedo para mim. Eu tinha 17 anos quando ‘Meteoro’ estourou. Era muito jovem, um adolescente, tendo que lidar com tudo isso”, disse o cantor, que lançou recentemente no YouTube e nas mídias sociais a música Acertou a Mão.

Ele, que participou da atração junto com o cantor Pablo Vittar, conta que o início da carreira foi bastante complicado, especialmente por conta do grande número de críticas que recebeu.

Foi complicado no início. Principalmente lidar com as críticas, com as pedras que vinham de todo lado, que eu acho que é normal em qualquer carreira. Mas eu tinha a desvantagem que eu era um adolescente, que estava aprendendo as coisas da vida ainda. Então eu tive que amadurecer”, contou.

Luan ainda revelou uma história que poucos sabem. Nos tempos em que era difícil de se acreditar em cantores sertanejos cantando “solo”, ele seguia a moda da época, e já teve inclusive duplas sertanejas.

“Eu tive duplas na época de escola. Era Luan & Luciano. Eu morava no Paraná, em Maringá, na época, mas aí logo eu mudei de cidade e comecei minha carreira profissional já sozinho. E acreditando cegamente nisso”, revelou o cantor.

Em outro momento do programa, mais descontraído, Luan fez uma pergunta inusitada à sexóloga Laura Müller. “Dizem que a ejaculação sai a 45 km/h, é verdade? Eu li isso aí“.

A profissional respondeu a dúvida do cantor: “É verdade, mas é 40 km/h”, disse. “Existem pesquisadores que ficam medindo tudo, o tamanho do pênis, a quantidade ejaculada”.
Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here