LBV - DIGA SIM

Restam nove vagas na Copa do Mundo da Rússia-2018 a distribuir e os últimos classificados começam a ser definidos a partir desta quinta-feira. Será que a Itália de Gianluigi Buffon ou um Peru sem Paolo Guerrero ficarão de fora da maior festa do futebol?

Europa: Itália e Croácia em perigo

Gianluigi Buffon ou Luka Modric correm o risco de se juntar a outros nomes de prestígio do futebol a ficar fora da Copa do Mundo. Esse é o medo da Itália e da Croácia, dois pesos pesados da Europa obrigados a passar pela repescagem com confrontos de ida e volta para garantir as últimas vagas na Rússia.

A Croácia acabou dando sorte no sorteio e terá amplo favoritismo contra a Grécia. Mas Modric mostrou cautela: “Estamos confiante, mas sabemos que temos um adversário sério pela frente”.

Já a Itália enfrentará um adversário bem mais tradicional, a Suécia. Mesmo sem a estrela Zlatan Ibrahimovic, que se aposentou da seleção em 2016, os suecos mostraram que podem ser perigosos, chegando a derrotar a poderosa França na fase de grupos.

Nos outros jogos da repescagem europeia, a Irlanda e a Irlanda do Norte tentarão surpreender Dinamarca e Suíça, respectivamente.

Programação da repescagem europeia, disputada entre 8 e 14 de novembro:

Jogos de ida

Quinta-feira
(16h45) Croácia x Grécia
(16h45) Irlanda do Norte x Suíça

Sexta-feira
(16h45) Suécia x Itália

Sábado
(16h45) Dinamarca x República da Irlanda

Jogos de volta

Domingo
(14h00) Suíça x Irlanda do Norte
(16h45) Grécia x Croácia

Segunda-feira
(16h45) Itália x Suécia

Terça-feira
(16h45) República da Irlanda x Dinamarca

África: final Costa do Marfim x Marrocos

Sobram três vagas a distribuir na zona africana, com Nigéria e Egito já classificados. A Tunísia está muito perto de viajar à Rússia. Líderes do Grupo A com três pontos de vantagem sobre a Republica Democrática do Congo, os tunisianos precisam apenas de um empate contra os vizinhos da Líbia. Até uma derrota pode bastar, caso os congoleses sejam derrotados pela Guiné.

Há muito mais suspense no Grupo C, no qual a Costa do Marfim e o Marrocos vão se enfrentar numa verdadeira final pela vaga. Os marroquinos terão a vantagem do empate diante dos marfinenses, que terão a obrigação de buscar a vitória se quiserem disputar a Copa do Mundo pela quarta vez consecutiva. “Precisamos de uma equipe que não fuja da briga e que todos estejam aptos a jogar 90 minutos a 200%, dando tudo por seu país e sua nação”, alertou o belga Marc Wilmots, técnicos dos ‘Elefantes’.

O Senegal, 1º colocado do Grupo D com um jogo a menos, poderá se classificar à Rússia nesta sexta-feira com uma vitória sobre a África do Sul. Mas, caso os ‘Bafana Bafana’ levem a melhor neste duelo, tudo será jogado na última rodada, já que as quatros equipes da chave terão chances matemáticas de classificação.

Programação das eliminatórias africanas, disputadas entre 10 e 14 de novembro:

Grupo A

Sábado
Tunísia x Líbia
RD Congo x Guiné

Grupo B

Sexta-feira
Argélia x Nigéria

Sábado
Zâmbia x Camarões

Grupo C

Sábado
Gabão x Mali
Costa do Marfim x Marrocos

Grupo D

Sexta-feira
África do Sul x Senegal

Terça-feira
Senegal x África do Sul
Burquina Faso x Cabo Verde

Grupo E

Domingo
Congo x Uganda
Gana x Egito

Repescagem intercontinental: Austrália e Peru são favoritos

Após passar com dificuldades pela valente Síria na última fase das eliminatórias asiáticas, a Austrália precisa agora encarar fora de casa a seleção de Honduras no estádio San Pedro Sula, antigo local de acerto de contas de gangues, numa cidade que tem a reputação de ser a mais violenta das Américas.

“Não há nada a temer, levaremos os australianos para comer ‘bolas’ e frango chuco (tradicional receita local)”, brincou o delegado Jorge Rodriguez, porta-voz da polícia municipal de San Pedro Sula.

Os ‘Socceroos’ e seu lendário capitão Tim Cahill, que aos 37 anos segue sendo decisivo, como mostrou ao marcar dois gols contra a Síria, são vistos como favoritos para o confronto e têm tudo para garantir a vaga na Rússia na próxima quarta-feira em Sydney, no jogo de volta.

No outro confronto intercontinental, a Nova Zelândia medirá forças contra o Peru, 5º colocado das eliminatórias sul-americanas. Assim como a Austrália, os peruanos são vistos como favoritos, mas não poderão contar com sua principal estrela, o atacante Paolo Guerrero, flagrado no antidoping.

Programação da repescagem intercontinental, disputada entre 10 e 15 de novembro:

Jogos de ida

Sexta-feira
Honduras x Austrália

Sábado
Nova Zelândia x Peru

Jogos de volta

Quarta-feira
Austrália x Honduras

Quinta-feira
Peru x Nova Zelândia

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here