LBV - DIGA SIM

O deputado Celso Jacob (PMDB-RJ) tentou entrar na cadeia com dois pacotes de biscoito e um de queijo provolone dentro da cueca ao se apresentar, no domingo (19), ao Centro de Detenção Provisória da Papuda, em Brasília, onde cumpre pena em regime semiaberto. Durante o dia, o parlamentar trabalha no Congresso e, à noite, dorme na cadeia. A punição ao deputado será ficar sete dias em isolamento.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal informou que a 3ª Turma Criminal da corte revogou a permissão para Celso Jacob (PMDB-RJ), que cumpre regime semiaberto, trabalhar na Câmara dos Deputados durante o dia.

A decisão foi tomada nesta quinta (23), segundo o tribunal. De acordo com a corte, os desembargadores, por unanimidade, entenderam que o deputado “não possui os requisitos que autorizam a concessão do benefício”.

A Sesipe informou que é proibida a entrada de internos com qualquer objeto ou alimento no presídio sem autorização. A entrada de alimentos autorizados só é possível por meio da família, durante o período de visita.

Em junho de 2016, o STF fixou em sete anos e dois meses a pena do deputado no regime semiaberto, mais multa, por falsificação de documento público e dispensa de licitação quando ele era prefeito de Três Rios (RJ).

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui