LBV - DIGA SIM

O Flamengo enfrentará nesta quinta-feira, às 22h30 (horário de Brasília) o Junior Barranquilla na Colômbia com o objetivo de proteger a vantagem construída no Maracanã, na partida de ida (2×1) das semifinais da Copa Sul-Americana, mas terá que lidar com as dúvidas que pairam sobre seus goleiros.

Na teoria, a vitória conquistada de virada no Rio colocou o Flamengo em posição favorável para se classificar à final da Sul-Americana, já que terá a vantagem do empate.

O clube, porém, atravessa momento conturbado devido às inúmeras incertezas que rondam sua meta, desde que Diego Alves se machucou no duelo de ida contra o Junior Barranquilla e deu lugar para o contestado -e até certo ponto odiado- Alex Muralha.

Muralha não ajudou sua própria causa, sendo responsável direto pelos dois gols sofridos pelo Flamengo na derrota por 2×1 do último domingo para o Santos no Campeonato Brasileiro, um resultado que colocou em perigo a tão cobiçada vaga na próxima edição da Copa Libertadores pelo torneio nacional.

A enorme pressão da torcida praticamente obriga o técnico colombiano Reinaldo Rueda a escalar como titular para o decisivo duelo contra o Junior a César, terceiro goleiro até então e que não entra em campo desde final de 2015.

Além de Diego Alves, o Fla também não poderá contar com sua maior referência no ataque, o atacante peruano Paolo Guerrero, suspenso por doping pela Fifa e que se defende das acusações na Suíça, onde será julgado nesta quarta-feira.

Com isso, as esperanças da torcida rubro-negra estão depositadas nos veteranos zagueiro Juan e meia Diego, que terão a missão de acalmar os ânimos dos companheiros e mostrar o momento de contra-atacar o adversário colombiano, que precisará buscar a vitória.

“Eles têm que buscar o resultado e vão dar espaços. É um campo grande, maior que o Maracanã. Temos que ser inteligentes para aproveitar esses espaços”, analisou o volante colombiano do Flamengo Gustavo Cuéllar, que jogou no Junior Barranquilla antes de ser contratado pelo clube carioca.

JUNIOR AO ATAQUE
Do outro lado do campo, o Junior Barranquilla apostará em sua perigosa dupla de ataque, formada pelo experiente Teófilo Gutiérrez e pelo jovem e habilidoso Yimmi Chará, para sufocar a defesa do Flamengo e buscar a vitória e a inédita classificação a uma final continental.

Apesar da derrota no Maracanã, o gol marcado como visitante poderá ser crucial na decisão de quem irá disputar a final, segundo o técnico do Junior,Julio Comesaña.

“Esse gol, por um lado, nos dá a possibilidade de classificar ganhando por 1-0, mas se eles marcarem um gol, será muito complicado para a gente esse jogo”, analisou o técnico.

O time colombiano tem como objetivo conquistar três títulos nesta temporada. Atual campeão da Copa da Colômbia, o Junior empatou sem gol no último fim de semana com o América de Cali, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Colombiano, do qual terminou como líder nos pontos corridos.

O Junior já foi semifinalista da Libertadores em 1994, mas nunca disputou uma final continental.

O vencedor do duelo desta quinta-feira em Barranquilla enfrentará na final da Copa Sul-Americana o Independiente, da Argentina, que eliminou o Libertad paraguaio na outra semifinal.

– Prováveis escalações:
Junior
Sebastián Viera – Marlon Piedrahita, Rafael Pérez, Jorge Arias, Germán Gutiérrez – Leonardo Pico, James Sánchez – Yony González, Matías Mier, Yimmi Chará – Teófilo Gutiérrez. T: Julio Comesaña.

Flamengo
César – Pará, Juan, Réver, Miguel Trauco – Willian Arão, Gustavo Cuéllar – Diego, Éverton Ribeiro, Mancuello – Felipe Vizeu. T: Reinaldo Rueda.

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui