Anúncios

Em convenção nacional extraordinária realizada nesta terça-feira (19), os delegados do PMDB aprovaram a retirada da letra “P” da sigla da legenda, que volta a se chamar apenas Movimento Democrático Brasileiro, ou MDB.

A medida recebeu 325 votos a favor e 88 contra e é uma tentativa de melhorar a imagem do partido, desgastada pelo seu envolvimento nos escândalos de corrupção descobertos pela Lava Jato. Além disso, MDB é o nome original da legenda, que fazia oposição à ditadura militar.

Segundo o presidente da sigla, Romero Jucá, que é investigado pela Justiça, o objetivo não é “voltar ao passado”, mas sim dar “um passo gigantesco para o futuro”. A alteração precisa ser autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O partido ainda não decidiu se apresentará candidatura própria à Presidência da República em 2018 ou se apoiará um postulante de outra legenda. O presidente Michel Temer também participou da convenção e discursou durante 10 minutos, aproveitando a ocasião para defender a reforma da Previdência.

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui